Qual dívida pagar primeiro

Qual dívida pagar primeiro? Aprenda a organizar seu orçamento

Tomar decisões é o que move a vida. Onde moramos, com quem nos relacionamos, que profissão exercemos, onde investimos nosso tempo e nossos recursos. As roupas que vestimos, o que gostamos de comer e que tipo de música preferimos também são parte das escolhas que nos definem.

Mas nem só de escolhas agradáveis é feita a vida, infelizmente. Quase todo mundo sabe o desespero que bate na hora em que as finanças se desequilibram, o orçamento pessoal estoura e o chega o endividamento. Nesse momento nos deparamos com dúvida comum: Qual dívida pagar primeiro?

Para muitos, a reação é focar em resolver o débito mais volumoso. Para outros, preservar o dinheiro investido enquanto as dívidas são renegociadas. Outros, ainda, recorrer ao crédito para zerar as dívidas e diminuir os juros que viriam pela frente.

LEIA MAIS: Vale a pena contratar um empréstimo para pagar dívidas? Descubra aqui

Será que existe uma receita de bolo para sair do endividamento? Um passo a passo racional, que vale para você, para sua mãe e para seu colega de trabalho? Fizemos essas perguntas para o educador financeiro Fabrizio Gueratto, do Canal 1Bilhão, e o resultado foi um roteiro de como sair do buraco do endividamento.

Leia também | Vale a pena contratar um empréstimo para pagar dívidas? Descubra aqui

Como sair das dívidas em 4 passos

  1. Faça um espelho financeiro

Esse conselho vale para qualquer pessoa, esteja ela endividada ou não. Quando surge a dúvida de qual dívida pagar primeiro, a tarefa é simples: “colocar no papel ou em uma planilha, exatamente quanto se ganha, quais são as despesas fixas, as variáveis e as dívidas, se houver”, explica Fabrizio. Para quem não tem dívidas, criar este hábito ajuda a identificar um cenário que alerte para um possível endividamento. Para quem já deve, a planilha indica o tamanho das dívidas em relação às receitas – o que nos leva ao passo seguinte…

  1. Quite as dívidas mais caras primeiro

Cartão de crédito e cheque especial cobram as maiores taxas de juros do mercado. Por isso, devem ser as primeiras dívidas a serem atacadas –  seja por meio de pagamento ou renegociação, o que depende de quanto dinheiro o devedor tem disponível.

empréstimo consignado privado

  1. Retire o dinheiro dos investimentos para pagar dívidas

Para Fabrizio, outra armadilha comum entre endividados é ter pena ou medo de mexer em dinheiro guardado. “Quem tem dívida nem pode pensar em investir, pois o retorno do investimento será sempre menor do que os juros cobrados no mercado. É muito mais vantajoso financeiramente, por exemplo, retirar o dinheiro da poupança, que remunera 0,38% ao mês e quitar uma dívida que com juros de 4%”, explica.

  1. Elimine gatilhos de dívidas

“Se seu histórico demonstra que você não consegue controlar o uso do cartão de crédito, cancele”, aconselha Fabrizio. “Se gasta muito mais do que tem no banco, retire o limite da conta corrente”, completa.

Leia também | Aprenda como organizar seu orçamento familiar em 5 passos

O que achou das dicas? Já sabe qual dívida pagar primeiro e como organizar o seu orçamento? Para facilitar esse processo você pode contar com o empréstimo consignado da Creditoo. Entre em contato e aproveite a menor taxa de juro do mercado para organizar sua vida financeira!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *